Presidente do MDB é homenageado na Assembleia Legislativa com outros emedebistas

Presidente do MDB é homenageado na Assembleia Legislativa com outros emedebistas

Sete deputados estaduais que representaram Tubarão e a região Sul foram agraciados em sessão especial na Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Com proposição do deputado estadual Pepê Collaço, aconteceu nesta quinta-feira, 28. O presidente do MDB de Santa Catarina, Edinho Bez, recebeu a placa com o emedebista Miguel Ximenes e, em memoriam, os membros do manda brasa Genésio Goulart, Nilton Jacinto e Stélio Boabaid. Também foram homenageados o prefeito de Tubarão, Juarez Ponticelli e o arenista Milton Carlos de Oliveira. O governador Carlos Moisés prestigiou.

Edinho Bez disse que teve a satisfação, por 32 anos de lida política, de representar os municípios da região. “Gratidão ao deputado Pepe Collaço que prestou essa homenagem. Sou ainda mais grato com o eleitor que deu a oportunidade de estar na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal. Não fosse eleitor não estava recebendo homenagem”.

O governador destacou que Bez, na condição de presidente do MDB, tem feito um trabalho diferenciado em um momento importante da política estadual. “Condução cirúrgica, uma construção fundamental para que nós continuássemos em busca do projeto de cuidar de Santa Catarina. Todos os homenageados aqui são pessoas de bem e que trouxeram benefícios a todos, são nomes que estimulam a política”.

O atual prefeito de Tubarão foi escolhido para falar em nome dos homenageados e lembrou que chegou à cidade com o MDB no comando pelas mãos de Miguel Ximenes. Também recordou desentendimentos com o emedebista Genésio Goulart, com quem a vida deu oportunidade de reconciliar antes da partida e, destacou o presidente do MDB. “Querido amigo e ex-deputado Edinho Bez, somos de partidos diferentes, mas compartilhamos projetos, desafios e ações e parcerias. Você tão bem fez a representação do Sul na Câmara Federal, manteve a porta aberta por 20 anos”.

O deputado Pepe Collaço comentou de que a homenagem fez ele refletir sobre a política. “Vivemos um momento perigoso com a criminalização da atividade política, essa que é uma arte bonita e para o bem da sociedade. Falta o reconhecimento de políticos, pessoas de bem, que prestaram serviços à sociedade.”

Compartilhe este post

Menu